sexta-feira, 18 de outubro de 2013

15 anos do Gruppo Folk Trentino di Rodeio



FOTO 1: Primórdios do Grupo de Danças do
Circolo Trentino di Rodeio
          Há 15 anos o Gruppo Folk Trentino di Rodeio vem cumprindo o seu objetivo de preservar e transmitir a cultura italiana, em especial a trentina, através da dança folclórica. Esse empreendimento alicerçado na voluntariedade dos seus integrantes – músicos e dançarinos – já levou e continua levando alegria a vários locais que apreciam a cultura italiana, nesse caso, através da dança. Além disso, o grupo carrega no nome a responsabilidade de representar em todos os lugares o município de Rodeio.

Rodeio, pequena cidade com cerca de 11 mil habitantes, localizada no Médio Vale do Itajaí, foi colonizada por imigrantes do norte da Itália a partir do ano de 1875. No ano do Centenário da Colonização (1975) foi fundado o Círcolo Trentino di Rodeio (CTR). Vinculado a este, no dia 18 de outubro de 1998 fundou-se o então “Grupo de Danças do Círcolo Trentino di Rodeio”, tendo como viabilizadores da concretização desse projeto Laura Faustina Scoz e Sidinei Macoppi, e os primeiros integrantes: Adilson Macoppi Júnior, Aimoré Marcos Frainer, Aléssio Ferretti Júnior, Alexandre Dematè, Antonino Frainer, Carla Cristofolini, Cláudia Cristofolini, Cleonice Fava, David Marcelo Zermiani, Emanuela Cristina Uller, Gisela Dallagnolo, Ivanir Alberto Scoz, Ivonete Conceição Pegoretti, Jonas Ludovico Zermiani, Katiane Zermiani e Paula Tomelin. 

Alguns aspectos relevantes que dizem respeito ao primórdio do grupo são quanto ao traje e o lema. O primeiro traje feminino do novo grupo de danças passou a ser o que as mulheres do Grupo Ítalo-Brasileiro de Arte e Cultura (GIBRAC) usavam nas suas apresentações e o traje masculino foi adaptado do antigo grupo de danças que existia na cidade. O lema contém em sua finalidade simbolizar a genética e os valores do grupo, bem como a sua razão de existir: “Nós dançamos para vocês porque somos vossos filhos, sangue do vosso sangue”. Nesta frase estão intrínsecas a legitimidade do grupo e o compromisso com a tradição dos antepassados trentinos. 

FOTO 2 : Gruppo Folk Trentino em Piraquara - 2009
A primeira apresentação do Grupo de Danças do Círcolo Trentino di Rodeio veio a acontecer na Sociedade Esportiva e Cultural Antares, em Rodeio, no dia 30 de junho de 1999, na 11ª Festa La Sagra. Já as primeiras apresentações fora deste município aconteceram em setembro do mesmo ano na Festa Trentina (Rio dos Cedros) e em outubro na Festa do Imigrante (Timbó). Além destes, de lá para cá o grupo orgulhosamente se apresentou em vários municípios do Estado de Santa Catarina como Apiúna, Ascurra, Balneário Camboriú, Benedito Novo, Blumenau, Brusque, Concórdia, Florianópolis, Gaspar, Guabiruba, Indaial, Itapema, Laurentino, Rio do Oeste e Taió, e teve a oportunidade de mostrar seu trabalho em eventos realizados em Piraquara (Paraná) e Piracicaba (São Paulo). Fora do país, o Gruppo Folk fez uma apresentação na Itália em 2005. 

O ano 2000 foi crucial para a evolução e o crescimento do “Grupo de Danças do Circolo Trentino di Rodeio”.  Naquele ano, o Gruppo Folkloristico di Castello Tesino (Trento – Itália), veio a Rodeio para ensinar ao grupo daqui as danças tipicamente trentinas.  Os trentinos chegaram na data de 26 de outubro, sendo que no dia seguinte já teve início a série de ensaios, seguindo-se até 12 de novembro.
FOTO 3: Gruppo Folk Trentino em Castello Tesino,
Trento, Itália - 2005
O “gemellaggio” (contrato de intenções) foi assinado em 31 de outubro de 2000 marcando, assim, uma nova fase na história da cultura rodeense e firmando ainda mais os vínculos entre Rodeio e Trento. O gemellaggio foi apoiado pela “Província Autonoma di Trento” e pela “Associazone Trentini nel Mondo”. Para corresponder a este importante compromisso, em 2001 foi a vez de alguns componentes do grupo de danças de Rodeio ir a Itália para participar da 2ª fase de aprendizagem das danças trentinas do Gruppo di Castello Tesino.
           
Por conta desse estreitamento de relações, o “Grupo de Danças do Circolo Trentino di Rodeio” passou a se denominar “Gruppo Folk Trentino di Rodeio” em outubro de 2004, quando houve alterações no Estatuto a fim de adequá-lo às expectativas e exigências do co-irmão Gruppo Folklorístico di Castello Tesino. Outro marco na trajetória do Gruppo Folk aconteceu em setembro de 2005, quando foi realizada a viagem para a Itália em razão de o mesmo ter sido contemplado pela Província Autonoma di Trento com os novos trajes típicos. Naquela ocasião festejavam-se na Província os 130 anos da Emigração Trentina para o Brasil (Le radici dell’albero), sendo que as festividades contaram com atrações artísticas, religiosas e culturais, incluindo a participação do grupo rodeense. No mesmo mês, ao retornar a Rodeio, o Gruppo Folk Trentino apresentou o traje à comunidade na 17ª La Sagra, cujo tema da festa era “130 anni di Immigrazione Italiana”.  

FOTO 4: Apresentação do novo traje típico - La Sagra de 2005


FOTO 5: Capa da Revista Trentini nel Mondo - 2005
Ainda em razão das festividades de 2005, uma equipe jornalística da Província di Trento produziu o vídeo “Rodeio: In festa il Brasile Trentino” que destaca cenas do Gruppo Folk se apresentando na “La Sagra”. Naquele mesmo ano, a equipe da RBS TV de Blumenau esteve em Rodeio fazendo filmagens sobre o município para divulgar as potencialidades do Estado catarinense. O Gruppo participou destas gravações. Da mesma forma, a Prefeitura de Rodeio produziu um documentário no qual o Gruppo Folk representa a tradição do município. Além do mais, diversas fotografias do Gruppo já ilustraram matérias em publicações nas revistas “Origem”, “Insieme”, “Destino” e “Trentini nel Mondo”, bem como de jornais e outros impressos da cidade e da região do Vale do Itajaí.

Por interesse de grupos de danças folclóricas italianas de outros municípios vinculados aos seus respectivos Circolos Trentinos, o Gruppo Folk di Rodeio repassou algumas danças tesinas, tendo estes que cumprirem as cláusulas do contrato. É o caso do “Grupo de Dança Belle Fiori”, de Rio do Oeste, do grupo “Tutti Buona Gente”, de Guabiruba, do “Gruppo Folk Nea Tridentum”, de Nova Trento, e dos grupos de Gaspar e Taió.

Nesses 15 anos de atuação, o Gruppo Folk, além de exercer a sua missão cultural de manter e divulgar a tradição trentina, se dispõe a participar de ações sociais e de cidadania, como a campanha do agasalho e o pedágio da APAE. Neste ano, pela primeira vez, participou da Gincana Cidade de Rodeio na qual arrecadou alimentos destinados à doação. Por iniciativa própria, destaca-se a promoção de eventos como, por exemplo, a Noite das Sopas, a Pastelada e o Carnaval de Veneza, proporcionando à comunidade momentos de lazer, integração e divertimento.  
FOTO 6: Pastelada - 2012
 Por se tratar de um grupo de danças folclóricas, o grande diferencial do espetáculo apresentado é a música tocada ao vivo. O acordeão é um instrumento imprescindível nas apresentações para marcar os passos das coreografias. O primeiro acordeonista do Gruppo Folk foi Isaías Girardi. Hoje ele é tocado por Leonardo Bertoldi como titular, mas, na ausência deste, fica a cargo de Gustavo Pasqualini. Os outros músicos são os irmãos Paolo Moser (contrabaixo) e Bruno Moser (violão). Os dançarinos que compõem o grupo atualmente são: Antonino Frainer, Berenice Betânia Ochner Sardagna, Carla Regina Uller, Cláudia Anice Moser, Daniela Destéfani, Daniela Fiamoncini, Emanuela Cristina Uller, Gabriel Depiné Ignácio, Gabriela Girardi, Genaro Cristofolini, Glaciela Moser, Jean Carlos Moser, Jhonatan Boaventura, Jhonatas Júnior Peres, Jonas Ludovico Zermiani, Josimar Tais, Juliane Conzatti, Laura Faustina Scoz, Leilane Conzatti, Miguel Ferrari, Otávio Depiné Ignácio, Paola Zircke, Rafael Vicente, Rose Elaine Selma Prada, Samara de Oliveira e Thiago Testoni e é presidido pela Sra. Mirtes Terezinha Rigo da Cruz. 

FOTO 7 : Composição do grupo - La Sagra, 2012

 Cabe informar que o Gruppo Folk divulga sua agenda de atividades através da página no Facebook (www.facebook.com/GruppoFolkTrentinoDiRodeio) e do blogue (www.gruppofolktrentino.blogspot.com).

Para os próximos anos, a pretensão do grupo é de se consolidar cada vez mais, tornando-se uma referência na arte que apresenta, ou seja, a dança folclórica italiana, a fim de que as origens históricas, a tradição e os valores herdados não se percam no tempo, mas sejam transmitidos às novas gerações. Embora não se trate de um grupo profissional, espera-se poder disseminar nos lugares que formos convidados, a alegria que sentimos por fazer parte desta cultura, aproveitando para firmar novos laços de amizade com o público e promover a diversão àqueles que nos prestigiarem.   

Fontes:
Livro Ata nº1 e Ponto do Gruppo Folk Trentino di Rodeio
Pesquisa oral com Laura F. Scoz e Antonino Frainer (outubro 2013)

Texto: Josimar Tais

Nenhum comentário:

Postar um comentário